5 Aplicativos úteis para quem estuda | Dicas

Dropbox, Google Drive, Evernote, OneNote/OneDrive e Google Agenda: saiba mais sobre estes aplicativos e os ganhos que eles podem trazer para a vida de um estudante.

43

Ledo engado de quem pensa que estudar é necessário apenas para passar no vestibular. Quando se entra em um curso universitário, a quantidade de leituras e trabalhos exigidos pelas disciplinas é muito maior do que aquela que se era acostumado até o ensino médio. Caso você decida perseguir na carreira acadêmica, as coisas tendem a ficar um tanto mais complicadas.

Um segredo muito importante para não ficar com a corda no pescoço na hora de cumprir os prazos das avaliações, é manter um cronograma de estudos diário e organizado, desde o primeiro semestre da faculdade. É bastante interessante guardar todos os textos que você já leu e os resumos que já fez, além de, se possível, os trabalhos que entregou. Essas coisas podem vir a ser úteis em algum momento e, ao recuperá-las, você estará poupando seu tempo.

Poucas pessoas conseguem realizar isso, mas as que o fazem tendem a sofrer menos com a ansiedade que já faz parte das nossas vidas.

Tudo que vou indicar aqui existe tanto em versão mobile quanto versão web. Alguns estão disponíveis off-line na versão mobile. Em todos os casos, a intenção é manter o sincronismo entre os aparatos tecnológicos para evitar mal entendidos e facilitar a rotina do estudante.

1- Dropbox

O armazenamento de arquivos na nuvem está cada vez mais popular. A ideia é bastante simples: ao invés de gastar a memória do seu computador para armazenar arquivos, você os armazena on-line em servidores como o Drobpox.

Há várias vantagens no aplicativo, dentre elas a possibilidade de dividir o conteúdo em pastas. Dessa forma, é possível criar uma pasta para cada disciplina/período do seu curso e inserir os textos que você vai usar naquele momento. Outra forma interessante de organizar é por assuntos. Ou, ainda, por nomes de autores.

dropbox-versao-web-tela-inicial-0
Tela inicial – Dropbox versão web

Em alguns cursos os textos utilizados são exclusivamente livros impressos, o que diminui a utilidade do Dropbox como armazenamento. No entanto, é cada vez mais comum a utilização de pdfs e e-books para o compartilhamento de material universitário. Manter tudo organizado em um local onde a probabilidade de perder é menor do que no seu próprio computador, é bastante interessante.

Além disso, tendo a opção de estar sincronizado no smartphone e tablet, é possível que você acesse o texto da disciplina em sala de aula, através do seu celular.

Segunda tela - Dropbox versão web
Segunda tela – Dropbox versão web

Além de armazenar os seus próprios arquivos, é possível compartilhar as pastas armazenadas no Dropbox para outras pessoas que tenham conta no site. Essa funcionalidade está cada vez mais popular nas instituições de ensino, visto que alunos ou professores criam uma pasta para a disciplina e a alimentam com material no decorrer de todo o semestre, promovendo acesso simultâneo de todos os alunos a todos os conteúdos.

É possível, ainda, que você compartilhe os arquivos apenas para um pequeno grupo de amigos. Isso facilita a realização de trabalhos em grupo, principalmente quando a versão Dropbox para Desktop está instalada, permitindo a edição de textos com atualização instantânea no aplicativo.

Tela Inicial - Dropbox versão desktop
Tela Inicial – Dropbox versão desktop

A grande desvantagem do Dropbox é o seu espaço. O cliente com acesso à conta gratuita tem apenas 2GB iniciais de espaço, podendo ser estendidos conforme pessoas aceitam suas indicações para acessar o site.

Há, porém, planos premium, onde uma taxa mensal é cobrada para que você tenha mais espaço na rede. Estes planos são vantajosos para empresas, professores ou pessoas que têm muitos arquivos. O usuário médio se satisfaz tranquilamente com a versão gratuita.

2 – Google Drive

O Drive proporciona armazenamento, da mesma forma que ocorre com o Dropbox. A grande diferença é que é possível criar arquivos no próprio aplicativo, sem a necessidade de programas instalados no seu computador.

Tela Inicial - Google Drive versão desktop
Tela Inicial – Google Drive versão web

Ou seja, é possível criar e formatar textos, planilhas e apresentações de slides sem a necessidade de ter softwares especializados para tais funcionalidades no seu computador. Acessando o Google Drive você criar estes arquivos e realiza os trabalhos que quiser. Outra grande vantagem é que é possível compartilhar com qualquer outro usuário Google e editar o arquivo simultaneamente, sem correr risco de perder informações.

O Drive oferece três possibilidades de compartilhamento. Na primeira, você permite que a outra pessoa apenas visualize o arquivo criado por você. Na segunda modalidade, a pessoa pode comentar o arquivo, o que é muito útil para a fase de revisão de texto, por exemplo. A última funcionalidade é a que você permite que a outra pessoa edite o arquivo e tenha todas as permissões que você tem.

google-drive-novo-arquivo
Adicionar novo arquivo – Google Drive versão web

Além dos arquivos já mencionados, o Drive também possibilita a criação de formulários. Estes formulários podem ser distribuídos online e o próprio software cria uma planilha com as respostas obtidas. Se configurado, ele pode até gerar gráficos.

As funcionalidades de armazenamento também incluem a organização por pastas, de arquivos em formatos diversos. O aplicativo pode ser acessado e os arquivos podem ser criados e editados também na versão mobile.

É altamente recomendado para trabalhos em equipe e para organização de fichamentos e resumos, por exemplo.

O Google Drive oferece 15GB de espaço em sua versão gratuita. Diversos outros planos estão disponíveis, mas para um usuário médio, os 15GB são bastante suficientes.

3 – Evernote

Como o próprio nome diz, Evernote é um bloco de anotações digital que você carrega para todos os espaços em que vai. Ele pode ser acessado em versão mobile ou web, podendo também ser instalado no desktop.

Com ele é possível criar anotações em forma de texto e áudio. Novamente o compartilhamento é possível, assim como a edição simultânea. Além disso, o programa fornece a possibilidade de conversar com a pessoa que compartilhou o arquivo, em uma espécie de bate-papo, o que pode ser útil para trabalhos colaborativos.

evernote-nota-aberta
Nota aberta – Evernote versão desktop

O programa é muito útil para fazer anotações de aulas, por exemplo. Visto que é possível criar tabelas e todas as funcionalidades de edição de texto estão embutidas, é bastante interessante para manter a atenção na aula e copiar as partes mais importantes. A versão mobile funciona off-line, o que pode ser uma grande ajuda para momentos sem internet, mas onde há informações relevantes por perto.

O Evernote é especialmente útil para estudantes de áreas que exigem trabalhos em campo, em locais onde as vezes é difícil acessar computadores e o acesso ao celular é mais prático do que aos cadernos convencionais.

evernote-tela-inicial
Tela inicial – Evernote versão desktop

É possível separar os conteúdos em cadernos e neles criar notas diversas. O feed principal do programa te mostra todos os seus cadernos e o secundário mostra todas as notas do caderno selecionado. Basta clicar em uma nota para acessar seu conteúdo e edita-lo, caso haja a vontade.

O objetivo do aplicativo é que o usuário não esqueça nada que lhe for útil. Por isso, a forma intuitiva de seu design permite que o estudante anote todas as ideias que lhe vierem em mente, o que pode ser bastante útil.

A versão gratuita oferece um espaço limitado. São 60MB de novos uploads por mês, disponíveis em até dois dispositivos. Há outros planos, com vantagens não apenas no armazenamento, mas também nas funcionalidades, que incluem edição de PDF, por exemplo. O uso dos pacotes premium depende do interesse do estudante, visto que o que muda são funcionalidades e não apenas espaço.

4 – OneNote/OneDrive

O OneNote e o OneDrive estão juntos por funcionarem em conjunto, em diversos aspectos. Resumidamente, eles oferecem as mesmas funções que os três aplicativos acima.

Enquanto o OneDrive é um sistema de armazenamento na Nuvem, semelhante ao Dropbox, o OneNote é um sistema de produção de arquivos textuais, semelhante tanto ao Google Drive quanto ao Evernote.

A grande vantagem do OneNote em relação aos anteriores é a possibilidade organizacional, que passa a ser de três níveis. Você pode criar uma grande categoria, como “História do Brasil I” e colocar uma subseção intitulada “Primeiro Bimestre” e dentro desta subseção colocar as anotações de aula ou para as avaliações do tal primeiro bimestre.

Outro exemplo é o de criar uma grande pasta “Antropologia” e preencher com seções diversas, que tenham os nomes dos autores, “Bronislaw Malinowski” e “Levi-Strauss”, por exemplo. Na pasta do autor, pode ter um texto principal com a biografia dele e vários outros textos relacionados, como fichamentos e resumos para avaliações.

onenote-tres-niveis
Detalhe dos 3 níveis – OneNote versão desktop

Todos os arquivos de texto devem ser criados no próprio OneNote, não sendo possível importar de outros softwares, mas a profundidade de organização de arquivos textuais que ele proporciona é realmente interessante para quem faz muitas anotações no dia-a-dia. Se utilizado de forma organizada, é uma ótima maneira de não se perder.

Como o OneNote tem a opção de estar sincronizado no OneDrive, a garantia é de que além de os arquivos estarem no seu computador, eles também estão salvos na nuvem e podem ser acessados em outra localidade. Há versão mobile disponível, tanto para o Note quanto para o Drive.

Não há planos premium. A versão gratuita garante acesso off-line em múltiplos dispositivos, não há limites para uploads mensais, é possível salvar e-mails nas anotações, compartilhar os conteúdos com outros usuários, recortar conteúdo da web e ainda é possível realizar desenhos livre.

5 – Google Agenda

Pulando de funcionalidades que ajudem a armazenar e criar conteúdo, a Agenda Google auxilia na organização do tempo do estudante.

Com três funcionalidades disponíveis, é possível marcar eventos, lembretes e metas. A agenda funciona em versão web, mobile e desktop e pode ser acessada off-line. Os eventos incluídos off-line, porém, são sincronizados apenas após acesso à internet.

É possível selecionar a frequência e duração dos eventos, sincronizar as localidades com o Google Maps, compartilhar eventos com amigos e até mesmo inserir arquivos relacionados aos eventos, desde que eles estejam salvos no Google Drive.

Com esta funcionalidade, é possível que o estudante organize seu dia hora-a-hora, inserindo primeiramente os compromissos fixos e depois os móveis, separando um tempo diário para dedicar-se aos compromissos com os estudos.

google-agenda-tela-mensal
Visão geral do Calendário Mensal – Google Agenda versão web

A agenda permite que eventos tenham cores diferentes, o que pode agregar uma nova forma de organização para o estudante, através de cores. O aplicativo notifica o usuário antes do evento ocorrer. A frequência e horário das notificações são configuradas pelo usuário, que pode escolher se quer vê-las apenas no celular ou se quer também receber e-mails de aviso.

É possível ainda sincronizar a agenda à sua conta no Facebook, o que traz, automaticamente, todos os eventos que você confirmou presença no Facebook para o seu celular. Os aniversariantes do dia também são importados, o que pode facilitar o estudante que não tem tempo hábil para ficar de olho neste tipo de coisa.

Por fim, tendo a agenda sempre atualizada, o estudante não corre o risco de esquecer compromissos importantes como reuniões, palestras, avaliações e prazos. Além disso, ele não corre o risco de marcar duas coisas para o mesmo dia e afins. Não há um limite para quantidade de dados inseridos na agenda e tão pouco uma versão premium.

Texto escrito por Mayra Sousa Resende @iansyra

Mayra Sousa Resende

Cursa mestrado em Informática e Antropologia, ambos na UFPR e pós-graduação, a nível de especialização, em Mídias Digitais, na Universidade Positivo. É graduada bacharela em Ciências Sociais pela UFPR, com foco em Antropologia e Arqueologia.

0 thoughts on “5 Aplicativos úteis para quem estuda | Dicas

  1. Siiim, também sou de acordo no sentido “economizar com papel e gastos”, mas aqui em São Paulo, no qual o índice de criminalidade é estratosférico, é bem mais fácil usar os papéis que dá pra fazer anotações e ninguém rouba, do que um dispositivo móvel, heuhe! /: (INFELIZMENTE)

  2. Gostei. Geralmente eu uso pastas e imprimo o que sei de antemão que vou usar bastante, faço a rotina dos semestres e uso bastante o Evernote! Deu até vontade de falar algo sobre isso no blog também. Dicas muitíssimo boas! Beijão <3

    1. Oi Jaqueline!
      O esquema de imprimir é bom, mas tem desvantagens como: dificuldade de espaço físico suficiente para armazenar tudo, conforme o passar do tempo, o gasto com impressão e, claro, o fato de gastar papel, o que sou favorável de que evitemos. Com a possibilidade de carregar as anotações virtuais para qualquer lugar, através de dispositivos móveis, acho bem válido que cada vez utilizemos menos a impressão! Mas vai do gosto de cada um! Fico feliz em saber que você gostou do texto e que ele te inspirou! Obrigada pela visita!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: