Estrelas Além do Tempo (2016) | Resenha

Estrelas Além do Tempo conta a história de três importantes cientistas da NASA, em 1961. O filme traz à tona reflexões sobre a importância das mulheres na ciência e a valorização das mulheres negras. Contém spoilers.

ENREDO

Estrelas Além do Tempo se passa nos EUA, em 1961. O filme, baseado em histórias reais, versa sobre a corrida espacial que estava no auge, por conta da guerra fria, reforçando a rivalidade entre Estados Unidos e União Soviética.

Se a política exterior dos EUA buscava por uma supremacia e poder máximo, a política interna tinha que lidar com uma imensa cisão social, por conta de diferenças étnicas. Nesta época, a população negra dos EUA estava começando a ser “integrada” na sociedade civil, considerada branca. Com isso ainda restavam diversos pontos de exclusão e diferença, como espaços designados exclusivamente para pessoas negras e outros apenas para pessoas brancas.

Neste contexto, a narrativa cinematográfica apresenta a história de três mulheres negras: Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe). As três, super amigas, são também cientistas e trabalham na NASA, ocupando a função de computadoras, como era chamado o  um grupo de pessoas responsável pelo armazenamento e organização dos dados produzidos por grandes corporações.

hidden figures - mary, katherine e dorothy

A função de computadora era baixa para a qualificação que as três possuíam. Mary tinha o sonho de ser engenheira e considerava impossível, por ser uma mulher e negra. Já Katherine era brilhante na área de matemática e havia frequentado uma importante universidade. Dorothy atuava como supervisora de todas as computadoras – que eram negras. No entanto, ela não recebia salário equivalente à sua função e entendia que isso tinha a ver com a sua cor de pele.

O filme mostra os percalços e a busca por superação destas três importantes figuras que se demonstraram imprescindíveis para que os EUA conseguissem lançar com sucesso o seu primeiro astronauta ao espaço. Apesar de só terem conseguido fazer isso depois da Rússia, o país foi o primeiro a chegar à Lua. Para tal, diversos engenheiros, físicos e matemáticos homens e brancos tiveram que engolir não apenas as três protagonistas, como diversas outras negras e negros.

O filme está concorrendo a três categorias no Oscar 2017: Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante (Octavia Spencer) e Melhor Roteiro Adaptado.

Para quem se interessa por filmes que abordam a questão racial dos Estados Unidos, indicamos Histórias Cruzadas e Django Livre. Indicamos também as autoras Chimamanda Ngozi Adichie e Alice Walker.

Estrelas Além do Tempo é um filme importante para todas as mulheres e homens, pela potência da história e por uma mensagem muito básica: a versão que sabemos da história nem sempre apresenta todos os fatos.

hidden figures - mary, katherine e dorothy reais
As verdadeiras Mary, Katherine e Dorothy

É comum que nas salas de aula poucas mulheres apareçam como importantes cientistas ou personalidades históricas. Isso não significa que não existiam estas mulheres. Significa apenas que vivemos em uma sociedade patriarcal e machista, que ao contar a história e patentear as descobertas, prefere colocar nomes masculinos ao invés dos femininos.

Atualmente há várias contrapartidas a este tipo de ação, como a página As Mina da História, por exemplo. Ainda assim, porém, este tipo de conhecimento atinge poucas mulheres e a maioria de nós cresce acreditando que todo o desenvolvimento da humanidade ocorreu por conta dos homens.

A INTERSECCIONALIDADE

Quando um filme como Estrelas Além do Tempo chega ao cinema com a repercussão que teve, não traz benefícios apenas para as mulheres enquanto categoria geral. Este tipo de filme favorece com ainda mais ênfase, as mulheres negras.

Ressaltando a diferença salarial entre negras e brancas, diferença de condições sociais e de oportunidades, o filme retrata fatos que ainda são presentes na nossa sociedade. Mesmo 56 anos depois. Se as mulheres brancas hoje lutam por liberdade sexual e equiparação salarial aos homens brancos, as mulheres negras ainda lutam para não serem vistas apenas como um pedaço de carne. E para terem, pelo menos, os mesmos salários que as mulheres brancas.

hidden figures - dorothy e as computadoras

O Movimento Feminista, apesar de ter sido originado na França, encontrou no século XXI a globalização e atingiu índices grandiosos de expansão. Dessa forma, mulheres brancas, negras, indígenas, árabes e asiáticas, pertencentes às mais diversas religiões e realidades sociais, começaram a ter consciência de que passaram por toda a história da humanidade como coadjuvantes. A partir disso, surge o anseio para que as mulheres possam ser protagonistas da própria história, mas também da História Geral, essa que é ensinada nas escolas.

Tudo isso envolve uma intensa e grande luta por direitos, mas também por respeito e oportunidades. E esta luta não pode ser realizada sem levar em consideração as diferenças existentes entre este grande grupo chamado “mulher”. Apesar de a socialização ser a grande razão para que o machismo seja a ordem vigente, é necessário reconhecermos que os processos de socialização são variados e, por isso, demandam respostas pontuais e localizadas.

Tendo essas noções em mente, surge o Feminismo Interseccional, que leva em consideração todas essas diferenças e as ressalta como grandes qualidades das mulheres. Dessa forma as mulheres podem lutar por seus direitos unidas, cada uma respeitando a diferença da outra, mas construindo em conjunto a mudança que esperam no mundo.

Estrelas Além do Tempo mostra isso de forma incipiente, principalmente nas relações entre Katherine e a secretária de seu escritório e Dorothy e sua supervisora. Apesar de serem relações conflituosas, somando com o fato de as mulheres brancas não terem noção de como é ser uma mulher negra, há uma empatia crescente entre as personagens, que acabam se ajudando no decorrer da narrativa.

hidden figures - sala das computadoras, separada do resto

Estrelas Além do Tempo vai de encontro com a perspectiva interseccional, por conseguir conversar não apenas com mulheres negras, mas com todas as mulheres. Porque todas as mulheres já tiveram grandes sonhos e já foram tentadas a desistir deles, para que pudessem cumprir a função que a sociedade ainda espera que as mulheres ocupem: a de uma esposa subjugada e boa mãe.

É claro que o feminismo luta pela liberdade de escolha e respeita as mulheres que escolhem cumprir estes padrões. No entanto, é preciso que olhemos para as milhares de mulheres e meninas que são levadas a desistir de seus anseios, porque escutam que não podem ocupar determinadas posições ou que não são boas o suficiente para tal.

INFLUÊNCIA NA CIÊNCIA

Por muito tempo a área da Ciência e da Tecnologia foi ocupada por uma maioria masculina. Mulheres eram mais encontradas em cursos universitários relacionados à educação e saúde, por conta da função social esperada para a mulher – a de educar e cuidar. Nos últimos anos, porém, o índice de mulheres ocupando espaço em áreas de Ciência e Tecnologia, além de cargos importantes em grandes corporações, vem crescendo. Na última década foram vários os países de grande porte a serem governados por mulheres. O Reino Unido é governado por uma mulher há 65 anos. As mulheres estão cada vez lutando por mais espaços e ocupando estes espaços de forma a comprovar que, ao contrário do que querem nos fazer acreditar, não somos menos do que os homens.

Hidden Figures katherine e os cientistas

Estrelas Além do Tempo surge como um lembrete às nossas jovens garotas: está permitido que vocês sonhem! Está permitido que vocês acreditem e lutem pelos seus sonhos e está permitido que eles venham a se tornar realidade. São várias as mulheres espalhadas pelo mundo lutando para que as próximas gerações de meninas tenham mais espaço. São várias mulheres criando grupos de apoio para que consigam realizar seus sonhos sem sofrerem demasiadamente por isso. São várias as iniciativas em torno deste tipo de ideia. E tudo isso é maravilhoso!

A Ciência e a Tecnologia, especialmente no Brasil, ainda é muito ocupada por homens brancos. Temos um orçamento baixo para pesquisas, o que dificulta que nossa ciência alavanque. Ao mesmo tempo, temos um baixo índice de acesso de pessoas negras e em situação social vulnerável às grandes e boas universidades. O sistema de cotas, implantado nos anos 90, tenta equilibrar a conta, mas ainda estamos muito longe da integração científica que deveria ser regra.

Por causa dos entraves sociais, mesmo as mulheres brancas se afastam da Ciência e Tecnologia. Uma das principais preocupações que surgem com propostas como a Reforma do Ensino Médio é, justamente, que menos mulheres se sintam aptas a adentrar no universo da ciência. Isso porque é no período da adolescência que o contato com este universo começa a surgir com mais afinco e uma vez que as meninas vão começar a escolher mais cedo qual grande área desejam se especializar, a probabilidade é que menos mulheres se interessem e tenham coragem de ingressar precocemente na carreira científica.

Com todo este contexto, poder ver nas grandes telas de cinema que mulheres negras e não ricas, no ano de 1961, conseguiram mudar o mundo e alavancar descobertas através da ciência, é um baita impulso para as nossas jovens.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Estrelas Além do Tempo é um filme bastante envolvente e empolgante. O elenco é maravilhoso. A montagem de cenas, que intercala com imagens reais da NASA da época, proporciona um quê de realidade para a história que a deixa ainda mais eletrizante.

hidden figures - mary, katherine e dorothy igreja

O roteiro é muito bom e é possível se identificar e ter empatia com todas as personagens principais. Mesmo para quem não se interessa por Ciência e Tecnologia, não viveu na época da corrida espacial e não gosta da NASA, a narrativa proporciona um resgate aos sonhos e a possibilidade de atingi-los, a partir de histórias reais de mulheres incríveis.

Particularmente, acredito que este filme deveria ser assistido por todas as mulheres e meninas que insistem em achar que não são boas o suficiente e que nunca poderão fazer o que querem.

Ressaltamos que o filme foi baseado no livro homônimo, que pode ser comprado clicando na imagem abaixo.

estrelas além do tempo - livro

Mayra Sousa Resende

Cursa mestrado em Informática e Antropologia, ambos na UFPR e pós-graduação, a nível de especialização, em Mídias Digitais, na Universidade Positivo. É graduada bacharela em Ciências Sociais pela UFPR, com foco em Antropologia e Arqueologia.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: